analfabetismo
Please do not change this code for a perfect fonctionality of your counter analfabetismo

Valorize a cultura depositando qualquer quantia na conta corrente BRADESCO 5920-0 Agência 3679-0 podes depositar on line pelo site www.bradesco.com.br. BOA LEITURA!
Sexta-feira, 15 de Setembro de 2017
Dor de Onze de Setembro
11113549989416.jpg


Dor de Onze de Setembro

Lá de cima, no céu vem aquele imenso clarão Acompanhado de um grande trovão Colocando em desespero a população, O povo correndo em comoção Gritos de horror, salvem a multidão! Tá tudo caindo, o mundo se destruindo Terremoto se esvaindo A torre se diluindo... Aquele arranha céu lindo ! Agredido por monstros alados. O fio dos desesperados Pobres coitados ! Dentro dos dois paus gigantes viraram nada ! Esse nada que hoje é tudo Que sobrou do fim do mundo... A torre de babel bendita Caiu na armadilha maldita, Deixando como herança setembrina Mais um exemplo que alucina... A dor cravada no peito Não cessou direito E todo ano tem o mesmo efeito De quem morre, sofre e carrega para sempre A dor do luto no peito...

* Homenagem Às vitimas do Onze de Setembro * Do livro Confissões Poéticas

Marcelo de Oliveira Souza,IWA - Salvador - BA - Brasil Escritor e Organizador do Conc Lit Poesias sem Fronteiras Blog: <http://marceloescritor2.blogspot.com/> http://marceloescritor2.blogspot.com<http://marceloescritor2.blogspot.com/> Site do Concurso de poesias: <http://www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net/> www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net<http://www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net/> Face: psfronteiras<http://www.facebook.com/psfronteiras> Instagram: marceloescritor


publicado por marceloescritor às 12:39
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
Marcelo De Oliveira Souza

Criar seu atalho
Conheça seu par ideal!
links
Concurso de Poesias

Criar seu atalho


Recados Para Orkut


links
blogs SAPO
subscrever feeds